Home » Cadeia do Leite » Startup desenvolve máquina que transforma cápsulas solúveis de cultura em iogurte fresco

Startup desenvolve máquina que transforma cápsulas solúveis de cultura em iogurte fresco

03/10/2017 09:51:08 - Por: Engadget.com.

A parte mais legal sobre Yomee é na verdade suas cápsulas de cultura.

Responsive image
O iogurte atinge seu melhor ponto quando é feito recentemente e livre de aditivos, e é por isso que as pessoas mais conscientes com relação a saúde preferem fazer esse saboroso produto em casa em vez de comprá-lo. 

Mas a produção de iogurte é um trabalho confuso: você deve primeiro aquecer o leite até pelo menos 72°C para pasteurização separadamente, já que praticamente todos os fabricantes de iogurte não conseguem atingir essa temperatura; e você também tem que medir a quantidade de cultura bacteriana para colocar.

É aí que entra a startup Lecker Labs, apoiada pela Food-X. Seu primeiro produto, Yomee, é uma máquina que cuida de todo o processo de fabricação de iogurte, incluindo o aquecimento em alta temperatura (85°C), a mistura, a colocação da cultura, a fermentação e a refrigeração (até 10°C). Assim que fica pronto, basta consumir. 

A parte mais legal sobre Yomee é na verdade suas cápsulas de cultura. É como um Nespresso do mundo do iogurte, exceto que estas "cápsulas" não vêm em recipientes plásticos ou metálicos; são totalmente solúveis, não deixando assim nenhum resíduo. Melhor ainda, elas vêm com sabor natural e têm uma vida útil de seis meses.

Não é fácil empacotar as bactérias vivas de forma a não esmagá-las, mas a Lecker Labs finalmente encontrou um laboratório da Nova Zelândia que conseguiu isso. A empresa também oferece cápsulas não lácteas para pessoas que procuram um iogurte vegano, que muitas vezes é difícil de encontrar no mercado.

Para fazer um lote de iogurte (295,74 mL por vez), primeiro deve-se colocar leite ou qualquer alternativa ao leite no copo duplo isolado (policarbonato no exterior, vidro no interior); depois, deve-se montar o copo na máquina Yomee, carregar a cápsula de cultura na parte superior da máquina (pode armazenar até três cápsulas), escolher o seu tipo de iogurte preferido através do painel de toque na base ou aplicativo móvel por Bluetooth e, em seguida, apertar para iniciar. Seis horas depois, o iogurte estará gelado e pronto.

Embora as cápsulas de Yomee devam inicialmente estar disponíveis nos sabores de baunilha, morango e blueberry, você pode, obviamente, adicionar pedaços reais de frutas ou mesmo aveia ao iogurte comum. E você pode fazer isso depois, usando a tampa do copo que funciona como um recipiente. 



O aplicativo também vem com uma variedade de receitas com informações nutricionais detalhadas e se você estiver iOS, ele irá vincular-se ao HealthKit da Apple para um rastreamento dietético mais preciso.

Veja vídeo: https://cdn.shopify.com/s/files/1/2082/4805/t/10/assets/new_video.mp4.

Outro benefício de fazer iogurte em casa é a economia de custos, e isso é particularmente verdadeiro com o Yomee. De acordo com o CEO da Lecker Labs, Ashok Jaiswal, cada cápsula de cultura custará cerca de US$ 0,65 no varejo, enquanto a versão vegana custará cerca de US$ 1,50 cada. 

Mesmo se você incluir outros ingredientes, como leite e coberturas, isso ainda é muito mais barato do que comprar iogurte pronto nas lojas (e tenha em mente que cada cápsula produz duas porções de iogurte).

O Yomee fez crowdfunding no Kickstarter. O pacote base custa US$ 99 e inclui uma máquina Yomee mais 20 cápsulas (lácteos ou veganos); ou pode-se adquirir o “Twin Pack" com o dobro de tudo por US$ 189. Se tudo correr bem, a entrega será feita em abril do próximo ano.


Confira abaixo um vídeo de apresentação do projeto.