Home » Cadeia do Leite » Quatro projetos vão participar do Acelera Mestrado e Doutorado

Quatro projetos vão participar do Acelera Mestrado e Doutorado

04/10/2017 10:30:51 - Por: Diário do Comércio

O processo, que acontece de forma sustentável, tem como ponto de partida os resíduos da Indústria de Laticínios tais como o do soro do leite.

Responsive image
Foram conhecidos no dia 27 os nomes dos quatro projetos acadêmicos selecionados para participarem da 1ª Edição do Programa Acelera Mestrado e Doutorado, desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes). As spinoffs acadêmicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - BChem Biocombustíveis, NuResp e Pharmaview - e a equipe da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) - Probiofull -, foram escolhidas e, nos próximos seis meses, vão passar por mentorias e capacitações com profissionais do ecossistema de Minas Gerais, além de realizar conexões com a indústria mineira e de mostrar as pesquisas e produtos desenvolvidos para todo o território nacional e internacional.

Inédito no Brasil e exclusivo para equipes acadêmicas de Mestrado e Doutorado das universidades do Estado, o programa selecionou, entre 102 propostas enviadas, protótipos finalizados ou em fase de desenvolvimento final que apresentaram soluções para problemas relevantes com impactos na competitividade da economia. O coordenador-geral do programa, Fábio Veras, destacou a importância da troca de experiências com o meio acadêmico e as expectativas para novas oportunidades de negócios. “Acreditamos que o conhecimento de alto nível que está dentro das universidades gera uma convivência plural com as startups. O papel da Fiemg é estar próxima de pessoas talentosas e inovadoras e somar para que tenhamos uma matriz cada vez mais tecnológica em nosso Estado para acelerar propostas de impacto tecnológico que proporcionem mais competitividade para a indústria de Minas”, afirmou Veras.

Projetos - Em vigor há 10 anos, a BChem Biocombustíveis realiza pesquisa em parceria com a Universidade de Itaúna para desenvolver tecnologias voltadas para a cadeia produtiva de biodiesel a partir de óleos vegetais descartados. Por meio de reatores e catalisadores específicos, o produto final busca elevar a sustentabilidade técnico-econômico-ambiental. Já o projeto da NuResp, tem como objetivo a construção de um sistema portátil para avaliar a força dos músculos respiratórios e auxiliar profissionais da área da saúde a diferenciar doenças que acometem os músculos respiratórios das associadas à caixa torácica e, assim, realizar diagnósticos mais precisos.

A Pharmaview desenvolve uma vacina antidrogas para o tratamento de dependentes químicos de cocaína e crack. Já testado em animais e em fase de testes toxicológicos, o produto resultante poderá ser usado também na prevenção da exposição fetal aos efeitos dessas drogas. A tecnologia desenvolvida pela Probiofull tem como base a criação de probióticos de alto valor nutricional para serem comercializados com foco na alimentação saudável. O processo, que acontece de forma sustentável, tem como ponto de partida os resíduos da Indústria de Laticínios tais como o do soro do leite.