Home » Cadeia do Leite » Lala conclui aquisição da Vigor e de 50% da Itambé

Lala conclui aquisição da Vigor e de 50% da Itambé

27/10/2017 09:14:36 - Por: Valor Econômico

No comunicado que divulgou, a mexicana destacou que a Vigor conta com mais de 3,9 mil funcionários, três centros de recebimento de leite, nove plantas de produção e 19 centros de distribuição.

Responsive image
A mexicana Lala informou ontem, em comunicado, que finalizou a aquisição de 99,9% das ações da Vigor Alimentos e de 50% das ações da Itambé Alimentos, por um "valor implícito" de R$ 5,025 bilhões. O negócio foi fechado com a holding dos irmãos Joesley e Wesley Batista (J&F), que controlava a Vigor e tem participação majoritária na JBS.

A mexicana agora aguarda que a Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais (CCPR) exerça seu direito de preferência para adquirir a citada fatia de 50% na Itambé, que pertencia à Vigor. Se essa compra se confirmar, o "valor implícito" do negócio da Lala com a Vigor cairá para R$ 4,325 bilhões. Os outros 50% da Itambé já pertencem à CCPR. A cooperativa protocolou a aquisição dos 50% restantes no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) na sexta-feira, mas vem encontrando dificuldades para costurar o financiamento para conclui-la.

Segundo informações da Lala, seu negócio com a J&F foi financiada com um crédito ponte dos bancos JP Morgan, BBVA Bancomer e Santander, e o refinanciamento desse empréstimo-ponte será feito por meio de emissão de dívida de longo prazo e, possivelmente, também com emissão de bônus. No comunicado que divulgou, a mexicana destacou que a Vigor conta com mais de 3,9 mil funcionários, três centros de recebimento de leite, nove plantas de produção e 19 centros de distribuição. A receita da empresa brasileira de lácteos deverá alcançar R$ 2,4 bilhões em 2017.

Na esteira do negócio entre Lala e J&F, a JBS também informou que concluiu ontem a alienação de sua participação acionária de 19,43% na Vigor para a empresa mexicana, por R$ 1,1 bilhão ("enterprise value"), dos quais receberá R$ 786 milhões ("equity value"). "A JBS pretende utilizar parte dos recursos obtidos com a operação para amortizar, extraordinariamente, a dívida sujeita ao Acordo de Estabilização [firmado com bancos no Brasil], afirma comunicado assinado por Jerry O´Callaghan, diretor de relações com investidores e presidente do conselho de administração da companhia brasileira.




hacklink child porno hacklink medyum beylikdüzü escort chip satışı zynga chip zynga chip chip satışı istanbul evden eve nakliyat sancaktepe evden eve nakliyat mersin escort astropay astropay bozum astropay bozdurma paykasa