Home » Cadeia do Leite » PE: Produção de leite de cabra cresce 30% no Estado em 2017

PE: Produção de leite de cabra cresce 30% no Estado em 2017

10/11/2017 08:20:03 - Por: Jornal do Commercio 2017

Alta se deve a boas chuvas no Estado, durante inverno de 2017.

Responsive image
A produção de leite de cabra cresceu 30% este ano no Estado, segundo a Associação Brasileira de Criadores de Caprinos (ABCC). No total, são produzidos de três mil a sete mil litros de leite por dia. As boas chuvas contribuíram para a alta e a exploração desse nicho de mercado.

“Nós tivemos um período de seca muito violento, mas o nosso plantel (lote de animais) se mantém. Agora, está havendo uma recuperação. Pernambuco está contemplado por programas governamentais, como a Rota do Cordeiro. O leite tem uma relação íntima com os alimentos. Com as boas chuvas, cresce a oferta de alimentos e o produtor se sente estimulado a aumentar o plantel, impactando na produção do leite”, comenta o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Caprino (ABCC), Arlindo Ivo.

O caprino é um animal que se adaptou facilmente no Nordeste do País, porque é rústico. Em Pernambuco, a produção de leite tem crescido mais do que a de carne por causa, também, dascaracterísticas das propriedades do Estado, que são pequenas, um limitador para para a criação do caprino de corte, diz Arlindo. Hoje, entre as principais raças leiteiras, estão saanen, alpino-americana e toggenburg.

De acordo com o último censo agropecuário do Instituto Brasileiro de Geograa e Estatística (IBGE), realizado em 2006, há mais de 1 milhão de cabeças de caprinos em Pernambuco, concentradas principalmente no Agreste e no Sertão do Estado. O destino da produção de caprinos vai desde a merenda escolar da rede pública até as queijarias. O produtor Luis Coirolo, da fazenda Lomas (que signica serra, em espanhol) de Pombos, tem parceria com a empresa Campo da Serra. Do leite de cabra, são produzidos sete tipos diferentes de queijo.

“Tenho essa parceria com a Campo da Serra desde 2015. Sou uruguaio e comecei a criar cabra para car no Nordeste. Apostei no melhoramento genético com objetivo de aumentar a produção. Hoje, tenho mais de 200 cabras de leite e produzo de cinco mil a sete mil litros por mês. No futuro, vamos vender leite de cabra pasteurizado”, comenta Luis.

A Campo da Serra aposta no queijo de cabra, entre outros motivos, por causa dos benefícios. “Aos poucos, a população vai ter curiosidade de conhecer mais esse produto, porque é menos alergênico, por exemplo”, comenta o gerente de Produção da fábrica, Luiz Barros.

LEILÃO

No próximo sábado, às 12h30, será realizado o Leilão Tradição Pernambuco, na Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Serão comercializados ovinos e caprinos das raças santa inês, boer, dorper e anglo-nubiana. Os criadores poderão adquirir exemplares de animais diferenciados e promover o melhoramento genético dos seus rebanhos.