Home » Cadeia do Leite » Analista estima crescimento no preço do leite em 2018

Analista estima crescimento no preço do leite em 2018

02/01/2018 09:14:08 - Por: Canal Rural

Segundo especialista, o consumo já demonstra sinais de recuperação. A baixa na demanda foi considerada um dos grandes problemas neste ano.

Responsive image
Com a retomada no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, o analista de mercado da Agripoint Valter Galan diz que é esperado um aumento na confiança na economia e, consequentemente, no consumo de lácteos - o que elevaria os preços, também. De acordo com o especialista, a demanda já demonstra sinais de recuperação.

“Ele caiu bastante! Para gente ter uma ideia, a venda de iogurtes este ano deve fechar, em volume total de mercado, semelhante ao que foi em 2009. A gente retroagiu muitos anos! Então, para o ano que vem, ele tende a reagir e ter uma recuperação maior, e isso traz uma abertura de mercado que a gente não teve em boa parte deste ano para a produção nacional”, explica.

A concretização das boas notícias são esperadas por produtores como Carlos Gomes de Oliveira, de Piracicaba (SP), que viram as cotações despencarem durante o ano.

Questionado sobre a nota que daria para classificar o ano de 2017, Oliveira diz que é um ano de nota cinco. “Do começo até o meio do ano, nós tivemos preços médios, e depois despencou. Então, ficou na média cinco. Em 2018, a gente podia ter um sete para poder ganhar um pouco de fôlego porque tá difícil”, confessa.

O valor líquido recebido pelo produtor segundo a Média Brasil do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) chegou a R$ 1,2735 por litro em maio. Em novembro, bateu R$ 1,003 por litro, queda de 21,24%.

A analista de mercado do Cepea Natália Grigol destaca que o grande vilão desta temporada foi a demanda baixa, que mostrou quanto o consumo enfraquecido na ponta final da cadeia pressiona os preços em toda ela.

“O produtor teve que conviver com preços muito baixos neste segundo semestre de 2017. Prejudicou bastante as atividades e os investimentos também para o ano que vem”, diz.