Home » Cadeia do Leite » Média de janeiro do UHT em São Paulo cai, mas Indicador diário sobe

Média de janeiro do UHT em São Paulo cai, mas Indicador diário sobe

20/02/2018 09:40:02 - Por: Aline Pires e Frederico Ilenburg, em Boletim do Leite do CEPEA - ESALQ/USP

A pesquisa quinzenal dos derivados de leite realizada pelo Cepea também reforçou as expectativas de recuperação do setor para os próximos meses.

Responsive image
O preço do leite UHT negociado em janeiro no mercado atacadista do estado de São Paulo registrou uma nova menor mé- dia real da série histórica do Cepea, iniciada em março de 2010, de R$ 1,88/litro. Essa média é também 2,8% menor que a de dezembro e ainda 22,6% inferior à do mesmo período de 2017 (valores deflacionados pelo IPCA de jan/18). Embora o preço mensal tenha recuado, o Indicador Diário do Cepea, realizado com o apoio financeiro da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), registrou consecutivas altas a partir de meados de janeiro, o que resultou na valorização de 3,23% do derivado no acumulado do mês

Segundo pesquisas do Cepea, no último dia útil de janeiro, o preço médio do UHT teve média de R$ 1,95/litro, 5,3% acima do observado no primeiro dia útil do mês. Esse movimento de alta, que vem ganhando força, persistiu na primeira quinzena de fevereiro e, no dia 15, o preço do derivado registrou média de R$ 2,03/litro.

Esse cenário também foi observado no mercado do queijo muçarela, que registrou alta acumulada de 0,89% em janeiro. O preço do derivado teve média de R$ 14,34/kg no mês passado, ligeira alta de 0,15% frente à do mês anterior, mas baixa de 4,82% se comparada à de jan/17. Segundo colaboradores do Cepea, a alta nos preços do UHT e da muçarela negociados no atacado do estado de São Paulo é uma tentativa da indústria de elevar margens, além de refletir uma ligeira recuperação da demanda.
A pesquisa quinzenal dos derivados de leite realizada pelo Cepea também reforçou as expectativas de recuperação do setor para os próximos meses. Na região Sudeste, as cotações do leite cru (spot) subiram 2,02% de dezembro para janeiro, superando a valorização nacional do produto no período (0,27%). Além disso, vale destacar que a manteiga (200g) segue valorizada, fechando com média de R$ 23,69/kg em janeiro, elevação de 1,34% frente a dez/17.