Home » Cadeia do Leite » Recuo vendedor impulsiona cotações do milho no Brasil

Recuo vendedor impulsiona cotações do milho no Brasil

21/03/2018 11:11:56 - Por: Carolina Camargo Nogueira Sales em Boletim do Leite do CEPEA-ESALQ/USP

Apesar de o avanço da colheita e semeio da segunda safra estarem ocorrendo de maneira satisfatória, as negociações seguiram pontuais.

Responsive image
As cotações do milho registraram forte alta no mês de fevereiro, refletindo a retração vendedora, sobretudo na segunda quinzena do mês. Apesar de o avanço da colheita e semeio da segunda safra estarem ocorrendo de maneira satisfatória, as negociações seguiram pontuais. Neste cenário, as cotações subiram 9,5% no mercado de balcão (preço pago ao produtor) e 9,2% no disponível (negociação entre empresas), na média das regiões acompanhadas pelo Cepea.

Já na região de Campinas (SP), a média mensal do Indicador ESALQ/BM&FBovespa subiu expressivos 6,3% de janeiro para fevereiro, fechando a R$ 34,76/saca de 60 kg no mês passado. Já no acumulado do mês (de 31 de janeiro a 28 de fevereiro), a alta é de 19,6%. Além da retração vendedora, a valorização do cereal no mercado paulista também esteve atrelada aos baixos estoques de compradores, que, em alguns momentos, acabaram cedendo nas negociações, elevando suas ofertas

Aliado a isso, as exportações nacionais também seguiram em alta em fevereiro. Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), o Brasil exportou 1,3 milhão de toneladas de milho no mês passado, 2,5 vezes a quantidade embarcada em janeiro.