Home » Cadeia do Leite » Dairy Australia mira em mulheres em nova campanha on-line

Dairy Australia mira em mulheres em nova campanha on-line

02/04/2018 10:11:52 - Por: The Border Mail, traduzidas pela Equipe MilkPoint

A produtora de leite disse que as mulheres devem olhar o queijo também como uma forma de apoiar a comunidade de produtores de leite.

Responsive image
A produtora de leite de Eskdale, Karen Moroney, é um dos rostos da nova campanha on-line do Dairy Australia para incentivar as mulheres a consumirem mais lácteos. A produtora de leite - de quarta geração - disse que as mulheres devem olhar o queijo também como uma forma de apoiar a comunidade de produtores de leite.

"A campanha surgiu porque pesquisas mostram que hoje não há mulheres suficientes consumindo produtos lácteos, especialmente na faixa dos 50 anos", disse ela sobre a campanha. “Eles (Dairy Australia) decidiram que fariam uma pequena campanha sobre isso”. 

O vídeo on-line mostra a produtora de leite, além de uma fabricante e uma vendedora de queijos, falando sobre seus trabalhos no dia a dia e a indústria de lácteos.


Os vídeos incentivam as mulheres a apoiarem sua saúde e a indústria de lácteos por meio de uma ação simples: comer mais queijo australiano. "Eles se aproximaram de mim e disseram: Karen, você estaria interessada neste papel? Fomos a uma fazenda perto de Colac, duas horas a oeste de Melbourne, e filmamos lá ao longo de um dia, em novembro do ano passado”.

A nutricionista australiana, Glenys Zucco, disse que há muitos benefícios para a saúde no consumo de queijos e, em vez de restringir sua ingestão, as maiorias das mulheres australianas deveriam procurar aumentar o consumo diário do produto. "Várias pesquisas mostram que há uma riqueza de benefícios à saúde ligados ao consumo de queijo, que é uma fonte valiosa de nutrientes essenciais que ocorrem naturalmente", disse ela, que complementou:

“São necessários mais de 10 litros de leite para produzir apenas um quilo de queijo, o que significa que ele é uma fonte superconcentrada de nutrientes. O volume de leite necessário para a produção de queijo também significa que adicionar mais queijo à dieta também impacta positivamente na indústria de lácteos australiana”.

Moroney ordenha 200 vacas da raça Aussie Reds com seu marido Wayne no Mitta Valley e continua confiante de que o setor se recuperará a medida que a assembleia geral extraordinária da Murray Goulburn foi marcada para 5 de abril. A ideia, é votar a proposta de venda para a gigante canadense, Saputo.

"Há um otimismo cauteloso, mas todos nós nos sentimos muito tristes sobre o que aconteceu com a Murray Goulburn. Mas, temos que seguir em frente e aceitar", disse ela. "Todo mundo precisa de certeza, porque essa é a nossa renda, então, já estamos esperando a venda de Murray Goulburn para a Saputo". 

“A indústria de lácteos nunca perderá a sua importância, mas o contínuo choque na confiança é muito difícil. Mas já passamos por isso antes”, finalizou.