Home » Cadeia do Leite » Danone vende marca de iogurte orgânico à Lactalis por US$ 875 milhões

Danone vende marca de iogurte orgânico à Lactalis por US$ 875 milhões

04/07/2017 08:49:28 - Por: Valor Econômico

Negócio visa solucionar preocupações antitruste relacionadas à aquisição da WhiteWave, de alimentos orgânicos.

Responsive image
A francesa Danone fechou acordo para a venda da Stonyfield, uma de suas subsidiárias americanas de laticínios. O negócio visa solucionar preocupações antitruste relacionadas à sua aquisição, por US$ 12,5 bilhões, da WhiteWave, a fabricante americana de alimentos naturais e voltados para a saúde para consumidores de alta renda.

A Stonyfield foi vendida à Lactalis por US$ 875 milhões. A operação segue-se ao acordo pactuado pela Danone em março com o Departamento de Justiça dos EUA no qual afirmou que venderia a operação para acelerar o fechamento de sua aquisição da WhiteWave.

Em 2016, a Stonyfield faturou cerca de US$ 370 milhões. O preço de venda de US$ 875 milhões representa 20 vezes seus lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (conhecidos pela rubrica contábil Ebitda). O negócio deverá ser concluído até o fim do terceiro trimestre deste ano.

A Lactalis é o segundo maior grupo mundial de laticínios depois da Danone, com uma participação de mercado de 4,1%, mas é apenas a nona maior empresa de iogurtes, com uma fatia de 2,1% do segmento, de acordo com a Euromonitor. A Danone tinha uma participação de mercado de 17,5% em 2016, inferior aos 22% de 2011.

A Danone está às voltas com uma desaceleração do crescimento e com a alta significativa dos preços do leite. Em fevereiro, previu uma queda da aceleração do crescimento dos lucros para este ano e lançou uma campanha destinada a cortar € 1 bilhão em custos até 2020. As vendas em bases equivalentes da Danone no ano passado aumentaram 2,9%, para € 21,9 bilhões - o ritmo mais lento dos últimos 20 anos.

A transação referente à WhiteWave é parte de uma investida da Danone para incorporar alimentos naturais e orgânicos ao seu portfólio, num momento em que os consumidores buscam opções mais saudáveis e de nicho. A aquisição foi fechada em abril e transformou a Danone na maior produtora mundial de alimentos orgânicos - sua filial na América do Norte dobrou de tamanho.

O CEO da Danone, Emmanuel Faber, é um convicto defensor da sustentabilidade no setor de alimentos. "O sistema que nos trouxe onde estamos hoje está chegando a seus limites", disse ele ao "Financial Times" em abril. "Precisamos recomeçar a pensar em marcas locais, recomeçar a pensar em marcas menores, não em marcas mundiais. Há uma revolução da alimentação começando nos EUA."