Home » Cadeia do Leite » Apesar da crise, Laticínios Regina mantém crescimento estável

Apesar da crise, Laticínios Regina mantém crescimento estável

03/08/2017 10:54:20 - Por: Diário do Comércio

Com fábrica em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, e Águas Formosas, no Vale do Mucuri, a Barbosa & Marques, detentora do Laticínios Regina, manteve crescimento estável nos últimos meses.

Responsive image
Com fábrica em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, e Águas Formosas, no Vale do Mucuri, a Barbosa & Marques, detentora do Laticínios Regina, manteve crescimento estável nos últimos meses.

De acordo com o gerente comercial do Laticínios Regina, Marco Rocha, por questões estratégicas, o volume atual da produção e o faturamento da empresa não são divulgados, mas ele afirma que os números se mantiveram estáveis na comparação com o ano anterior. “Normalmente, em um período de crise, o setor de alimentos é o último a ser afetado. Veículos e eletroeletrônicos, por exemplo, sentem primeiro os efeitos da retração de consumo. Para nós, não houve queda, tampouco crescimento de produção. Houve pequeno aumento de faturamento decorrente de repasse do aumento nos custos de mão de obra, energia elétrica e matéria-prima”, observa, admitindo, no entanto, ter havido uma pequena retração no primeiro trimestre de 2017 em relação a igual período de 2016.

Questionado sobre expectativas de crescimento, o gerente comercial preferiu não arriscar projeções. “Não temos previsão de crescimento para 2017. Estamos trabalhando com expectativa conservadora e esperamos manter os números em relação a 2016.” Para ele, a insegurança política, a retração dos investimentos, o aumento do desemprego e a redução salarial provocam a queda do consumo, o que afeta toda cadeia produtiva.

Em outras palavras, ele quer dizer que o cenário não anda favorecendo novos investimentos. “Estamos aguardando o momento mais oportuno e uma melhor definição do quadro econômico e político para retomada de investimentos”, explica, dizendo que mesmo assim o mercado brasileiro está bastante disputado. Para ele, houve grande desenvolvimento das indústrias nacionais, além da chegada de grandes players mundiais, por meio da aquisição de algumas empresas ou simplesmente da importação de produtos.

A Barbosa & Marques, que continua sendo uma empresa familiar, é dirigida até hoje por herdeiros diretos do seu cofundador, Francisco Alves Barbosa. As quatro gerações são responsáveis pelo crescimento e modernização do laticínio que, atualmente, conta com duas unidades fabris: Governador Valadares e Águas Formosas. A capacidade total de industrialização de leite das duas unidades é de 500 mil litros por dia.