Home » Cadeia do Leite » Custo de produção de leite cai após três aumentos consecutivos

Custo de produção de leite cai após três aumentos consecutivos

17/12/2018 10:19:52 - Por: ICPLeite Embrapa

Em novembro o custo caiu 0,72% reflexo da acomodação de preços da alimentação concentrada, mão de obra e tarifas de energia.

Responsive image
Em novembro o Índice de Custo de Produção de Leite – ICPLeite / Embrapa apresentou deflação de 0,72%, reflexo da acomodação de preços da alimentação concentrada, mão de obra e tarifas de energia, que tiveram queda no mês em questão. 

Os grupos que variaram negativamente foram Sal Mineral, Concentrado, Mão de obra e Energia e combustível, apresentando respectivamente as seguintes variações: -0,11%, -0,24%, -1,31% e -7,01%. Reprodução não variou e Sanidade teve aumento inexpressivo, de 0,08%. Produção e compra de volumosos e Qualidade do leite tiveram a mesma variação, 0,24%. O resumo dos dados encontra-se na Tabela 1. 

Tabela 1. Variação de custos de produção de leite, geral e por grupo. Novembro de 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.

A um mês de fechar o ano 2018, o ICPLeite/Embrapa acumulou 13,76% de elevação de custos. Todos os grupos variaram positivamente. O grupo Concentrado foi responsável por puxar o índice, variando 22,28%. Sal mineral também superou o indicador; sua variação foi 14,46%. Os demais grupos apresentaram variação inferior ao índice. Por ordem decrescente, as variações são: Energia e combustível, 13,69%, Produção e compra de volumosos, 10,15%, Sanidade, 7,55%, Mão de obra, 4,57%, Qualidade do leite, 0,22% e Reprodução, 0,09%. Os dados encontram-se na Tabela 2. 

Tabela 2. ICPLeite/Embrapa. Acumulado no ano 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.

Nos últimos 12 meses, o custo de produzir leite aumentou em 13,68%. Só o grupo Qualidade do leite apresentou leve deflação, 0,07%. Todos os outros grupos apresentaram variações positivas quando comparados a novembro de 2017. Merecem atenção as altas dos grupos Concentrado e Sal mineral, ambas superiores à do índice, registrando, respectivamente, 22,39% e 14,65%. Sal mineral, Produção e compra de volumosos e Energia e combustível também apresentaram alta considerável, 14,65%, 10,76% e 10,16%. Sanidade, Mão de obra e Reprodução tiveram variação abaixo de duas casas decimais, apresentando respectivamente 6,70%, 4,57% e 0,09%. Os dados no acumulado de dozes meses para cada um dos grupos que compõem o índice encontram-se na Tabela 3. 

Tabela 3. ICPLeite/Embrapa. Acumulado de dezembro de 2017 a novembro de 2018.

Fonte: Embrapa Gado de Leite.