Comprador se retrai e preços do milho recuam Comprador se retrai e preços do milho recuam

18-09-2020 11:17:28 - Por: Carolina Camargo Nogueira Sales, em Boletim do Leite Cepea

No campo, produtores brasileiros voltam a ficar atentos ao clima.

Comprador se retrai e preços do milho recuam
Os preços de milho recuaram na primeira quinzena de setembro. Além do bom ritmo da colheita, a necessidade de fazer caixa, devido à proximidade do vencimento de dívidas de custeio, e o início do semeio da safra verão elevaram o interesse de produtores em negociar. 

Já consumidores se mantiveram afastados, indicando ter estoques para o curto prazo e aguardando maiores desvalorizações. Entre 31 de agosto e 15 de setembro, considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea, houve alta de 0,7% no mercado de balcão (pago ao produtor), mas queda de 0,4% no de lotes (negociações entre empresas). 

O Indicador ESALQ/ BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 3,72% no acumulado parcial de setembro (até o dia 15), fechando a R$ 58,97/ sc de 60 kg no dia 15. Mas a média mensal ainda supera em 4,6% a de agosto/2020. No campo, produtores brasileiros voltam a ficar atentos ao clima, tendo em vista que o tempo seco pode dificultar o semeio da soja em outubro e, consequentemente, atrasar o plantio do milho de segunda safra de 2020/21. No Sul, a falta de chuvas já preocupa agentes quanto ao desenvolvimento da temporada de verão.