Home » Cadeia do Leite » MG: Produtores de leite reclamam de baixo valor do produto em Passos

MG: Produtores de leite reclamam de baixo valor do produto em Passos

27/10/2017 09:42:05 - Por: G1

De acordo com os produtores, preço está abaixo do ideal por conta da importação.

Responsive image
Produtores de leite de Passos (MG) estão insatisfeitos com o valor estabelecido pelo litro de leite. Eles reclamam que o valor pago está abaixo do ideal e não é o suficiente para cobrir os custos da produção. Ainda segundo os produtores, o preço ideal seria de R$ 0,86, mas o leite está sendo vendido por um valor bem abaixo do preço de mercado.

"Isso é o custo operacional, só o seu desembolso. Você tem que colocar também o custo de depreciação dos equipamentos, o custo de oportunidade da terra, que é um valor muito alto, o custo do gado, que é um valor muito alto, quando você joga esses custos ele vai para mais de R$ 1,10, então quem está vendendo abaixo disso, está trabalhando no vermelho", diz o produtor de leite Luiz Carlos Medeiros Júnior.

Os produtores de pequeno, médio e grande porte estão dizendo que o início do segundo semestre foi o pior período para eles nos últimos seis anos. Eles dizem que a situação se deve aos efeitos da importação do produto, que chegou a 23% no último ano.

Segundo o produtor Cleber Carneiro de Oliveira, o consumo diminuiu e a crise afetou os negócios da fazenda. "O leite hoje vendido a R$ 1 é um prejuízo muito grande, se a gente tomar um prejuízo de R$ 0,10 em litro, que a gente está tomando um prejuízo muito maior, o produtor em breve vai à falência", diz o produtor de leite Cleber Carneiro de Oliveira.

No dia 10 de outubro, o Ministro da Agricultura suspendeu a importação do leite em pó do Uruguai, pois existe a suspeita que os uruguaios estejam comprando o produto de outro país e enviando para o Brasil, fazendo uma transação irregular. A decisão movimentou o setor leiteiro, que espera uma reação positiva do mercado.

"Atrapalha sim, por conta da gente ter um excesso de produção e uma queda no consumo e ainda vir esse leite de fora, faz com que aumenta ainda mais a sobra do leite e faz com que o preço caia", disse o veterinário Matheus Balduíno Moreira.

O Sindicato Rural de Passos defende que o governo mantenha a suspensão como forma de tentar reverter a crise leiteira. Ainda de acordo com Darlan Esper Kallas, presidente do sindicato, eles esperam a criação de medidas que protejam o leite produzido nacionalmente.

"A cada ano o Brasil surpreende com a nossa produção, é necessário respeitar e é necessário que o governo estadual e federal ouça o produtor rural", disse o presidente do Sindicato Rural de Passos, Darlan Esper Kallas.