Home » Cadeia do Leite » Queijo Minas Artesanal: prêmios internacionais e eventos gastronômicos agregam ainda mais valor

Queijo Minas Artesanal: prêmios internacionais e eventos gastronômicos agregam ainda mais valor

15/12/2017 11:16:51 - Por: Diário do Comércio

Com o crescimento do consumo e a maior valorização por parte dos consumidores, os produtores do Queijo Minas Artesanal estão se profissionalizando e investindo em melhorias.

Responsive image
O ano de 2017 foi positivo para os produtores do Queijo Minas Artesanal (QMA). Em junho, durante a missão técnica à França, organizada pela Faemg, produtores do QMA participaram do “Mondial du Fromage”, um dos certames mais tradicionais do mundo. Concorrendo com 700 tipos de queijo de 20 países, os mineiros conquistaram 13 medalhas, sendo uma superouro, duas de ouro, sete de prata e três de bronze, resultado que confirma a qualidade dos produtos artesanais mineiros.

Durante a missão técnica, os produtores puderam visitar as regiões queijeiras, propriedades e laticínios, visando ao aprendizado e à troca de experiências. Participaram da missão queijeiros de todas as sete regiões produtoras do queijo artesanal, representantes do Sistema Faemg e de entidades convidadas.

Com o crescimento do consumo e a maior valorização por parte dos consumidores, os produtores do Queijo Minas Artesanal (QMA) estão se profissionalizando e investindo em melhorias, que vão desde os processos produtivos até a comercialização de queijos. As capacitações e treinamentos têm como objetivo aprimorar as boas práticas de fabricação, os processos de venda direta entre produtor e o consumidor, em loja própria e em feiras de agricultores em diferentes cidades do Estado.

Com o objetivo de fomentar a organização, promover o desenvolvimento do setor produtivo e as sete regiões de origem geograficamente delimitadas no Estado, a Faemg criou, em 2016, a Comissão Técnica de Queijo Minas Artesanal. Ao longo de 2017, a comissão se dedicou à articulação de propostas para alteração da lei 20.549, que trata dos queijos artesanais.

Outra importante ação promovida pala Faemg, em 2017, foi a primeira edição do Festival do Queijo Minas Artesanal. O evento gastronômico, realizado em Belo Horizonte, reuniu os melhores queijos das sete regiões produtoras, cervejas artesanais, cachaças, vinhos, produtos apícolas e azeites mineiros. No evento, chefs de cozinha prepararam pratos utilizando os queijos das sete regiões demarcadas. Os resultados superaram as expectativas. Durante o festival o publico visitante chegou a 15 mil pessoas e foram comercializadas 40 toneladas de queijos.

Expectativas - Para o próximo ano, será cumprida uma importante etapa de uma das principais demandas do setor produtivo, que é o início das pesquisas dos queijos artesanais nas regiões produtoras. O objetivo dos estudos é identificar os tipos de fungos e monitorar a qualidade do queijo.

Também é esperada a aprovação da nova regulamentação da produção do QMA (alteração da Lei 20.549), que está sendo discutida na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e visa ajustar as exigências federais às estaduais. A regulamentação desburocratizará os processos e diminuirá os gargalos na comercialização do produto, com manutenção da tradição cultural, da qualidade e da preocupação do produtor em seguir as normas da vigilância sanitária.

Com o sucesso da primeira edição, está prevista a realização da 2ª edição do Festival do Queijo Minas Artesanal, que tem como objetivo divulgar as regiões produtoras para o público doméstico e demais consumidores de outras federações e países.