Conaprole procura finalizar projeto de produção de leite em Cuba Conaprole procura finalizar projeto de produção de leite em Cuba

05-06-2018 09:46:36 - Por: El País Digital, traduzidas pela Equipe MilkPoint

A balança comercial é superavitária para o Uruguai, com US$ 53 milhões exportados em 2017.

Conaprole procura finalizar projeto de produção de leite em Cuba
O vice-ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Ariel Bergamino, e seu colega de Cuba, Rogelio Sierra Díaz, analisaram a possibilidade de a Cooperativa Nacional de Produtores de Leite (Conaprole) aumentar sua cota de exportação de leite em pó e fazer um projeto de produção de leite em Cuba segundo comunicou o portal da Presidência. A balança comercial é superavitária para o Uruguai, com US$ 53 milhões exportados em 2017.

A IX reunião do Mecanismo de Consulta de Políticas Uruguai-Cuba, da qual Bergamino e Sierra Diaz participaram para "rever" várias questões, foi a oportunidade de abordar questões relacionadas ao relacionamento bilateral. Os principais produtos que o Uruguai comercializa são o leite em pó e o arroz, em quantidades crescentes nos últimos anos e, em menor medida, medicamentos, transformadores e equipamentos elétricos. De Cuba, remédios e pequenas quantidades de rum e tabaco são recebidos.

"A Conaprole está interessada em aumentar essa cota e explorar um projeto de produção de lácteos em Cuba. Isso permitiria entrar nesse mercado com outros produtos", afirmou o diplomata. O projeto está na fase de estudo de viabilidade.

"O governo uruguaio tenta, assim, abrir portas, estabelecer marcos para o relacionamento comercial, mas não é quem realiza os negócios", afirmou o vice-chanceler. Bergamino disse que "as relações entre o Uruguai e Cuba estão em um nível muito bom de desenvolvimento e interação, o que satisfaz e encoraja os governos a continuarem avançando". Por sua vez, ele considerou que “sempre se pode fazer um pouco mais pelas relações entre os países", acrescentou.

O Uruguai tem procurado vender mais lácteos em um momento difícil para os laticínios uruguaios, que apesar de enfrentarem problemas como dívidas e queda de preços, trabalham à espera de melhores preços e sinais mais claros dos mercados. Por sua vez, o leite em pó integral é o principal produto de exportação do setor.