Pesquisa: proteína láctea tratada com ultravioleta pode aumentar a imunidade de idosos Pesquisa: proteína láctea tratada com ultravioleta pode aumentar a imunidade de idosos

26-10-2018 09:19:22 - Por: Dairy Reporter, traduzidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint

Um engenheiro mecânico da equipe de pesquisa desenvolveu um sistema que torna o leite cru livre de patógenos sem a necessidade de calor elevado.

Pesquisa: proteína láctea tratada com ultravioleta pode aumentar a imunidade de idosos
Estudos associaram a desnutrição energético-proteica à deterioração da função imunológica em idosos. Logo, os pesquisadores compararam uma nova proteína láctea tratada com ultravioleta, com o objetivo de dar um impulso imunológico aos idosos.

Pesquisadores das universidades da Califórnia, Nebraska e Wageningen (Holanda) descobriram que a suplementação de proteína láctea tratada com radiação ultravioleta pode neutralizar a diminuição do sistema imunológico em resposta a patógenos em adultos mais velhos, também conhecido como imunossenescência. Para avaliar o efeito da proteína na imunidade, eles analisaram a quantidade de anticorpos contra o tétano após uma vacina DTaP administrada na quarta semana da intervenção.

"Este estudo piloto demonstrou um potencial com efeito imunoestimulante da proteína láctea crua tratada com UV-C na resposta da vacina entre idosos participantes", afirmaram eles em seu relatório, publicado na semana passada na revista Frontiers in Immunology.

A Tamarack Biotics financiou o estudo e forneceu o ingrediente de intervenção - leite cru tratado com ultravioleta. Três dos pesquisadores receberam honorários de consultoria da empresa, que/da qual comercializa o ingrediente sob a marca TruActive 85.

Qual é o status regulatório do leite cru tratado com radiação

As palavras "leite cru" e "radiação" juntas podem causar surpresa entre reguladores e consumidores. No entanto, Bob Comstock, CEO e fundador da Tamarack Biotics, contou no ano passado que essa tecnologia pode ser o "maior avanço nutricional dos últimos 100 anos".

Um engenheiro mecânico da equipe de pesquisa desenvolveu um sistema que torna o leite cru livre de patógenos sem a necessidade de calor elevado, mantendo intacto os compostos sensíveis ao calor, como as imunoglobulinas.