De olho no pequeno produtor, Megaleite 2019 é lançada durante a ExpoZebu De olho no pequeno produtor, Megaleite 2019 é lançada durante a ExpoZebu

30-04-2019 10:17:52 - Por: Canal Rural

Evento que ocorre entre os dias 19 e 22 de junho quer atrair a participação de pequenos produtores.

De olho no pequeno produtor, Megaleite 2019 é lançada durante a ExpoZebu
Foi lançada oficialmente nesta segunda-feira, dia 29, durante a ExpoZebu, a 16ª edição da Megaleite. Em entrevista dada ao Canal Rural na cidade de Uberaba (MG), o presidente da entidade, Luiz Carlos Rodrigues, disse que o evento de 2019 será marcado pela democratização do público.

“Nosso desejo é que possamos fazer caravanas para levar o pequeno produtor para ver de perto como funciona uma grande exposição e entender o que significa 30 anos do que um produtor associado é capaz de fazer. Será uma exposição ainda mais democrática, pois queremos atrair a todos”, falou.

Com a temática “A melhor genética leiteira conquista o mundo”, a Megaleite 2019 vai reunir cerca de 1.800 animais das raças girolando, gir leiteiro, holandês, guzerá e jersey.

“Eu vejo um momento ímpar para a raça girolando, até porque vemos que o país está tomando um rumo diferente com pensamento mais otimista. Neste ano nós teremos mais leilões e me alegro em dizer que todos os espaços já foram vendidos, o que indica que as empresas estão acreditando no setor”, completou Rodrigues.

Valorização das mulheres

Uma novidade da Megaleite 2019 será o encontro de produtoras rurais comandando pela diretora da instituição Magnólia Martins. “As mulheres vêm exercendo funções estratégicas e são responsáveis pela tomada de decisões de várias propriedades rurais e entidades do setor. Apesar dos desafios, que temos de vencer todos os dias, estamos empenhadas em contribuir para a evolução do setor. Este encontro será o momento para debatermos os desafios das mulheres e aprender com a experiência de cada uma”, contou.

A Megaleite ocorre entre os dias 19 e 22 de junho, no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte. A expectativa é de que a exposição consiga bater os números de 2018, quando foram negociados cerca de R$ 25 milhões.