Escassez interna de matéria-prima reduz exportações Escassez interna de matéria-prima reduz exportações

21-05-2019 13:23:42 - Por: Juliana Santos, em Boletim do Leite Cepea

A alta no total importado de leite em pó está atrelada ao maior volume comprado do Uruguai.

Escassez interna de matéria-prima reduz exportações
Em abril, a menor oferta de matéria-prima interna impactou diretamente as exportações brasileiras de lácteos, reduzindo o volume negociado de todos os produtos analisados frente ao mês anterior. Com base nos dados da Secex, os embarques recuaram 46,7% em relação a mar/19 e 19,5% frente a abr/18, totalizando 4,3 milhões de litros em equivalente leite.

Os principais produtos comercializados no mercado internacional, leite condensado e queijos, que representaram juntos mais de 80% do total em abril, tiveram diminuição de 64,8% e 15,9% das vendas externas, respectivamente, frente ao mês anterior. Em equivalente leite, os totais exportados foram de 1,2 milhão de litros de leite condensado e 2,3 milhões de litros de queijos.

Apesar da menor oferta de leite disponível no mercado internacional, houve pequena alta de 3,5% no volume importado, equivalente a 83,8 milhões de litros de leite. O leite em pó, que representou 70% do total adquirido, registrou aumento de 10,3% frente ao mês anterior, mas teve queda de 12,5% na comparação com o mesmo período de 2018, totalizando 58,3 milhões de litros em equivalente leite.

A alta no total importado de leite em pó está atrelada ao maior volume comprado do Uruguai – elevação de 59,5% em relação à quantidade importada no mês anterior, atingindo 26,3 milhões de litros em equivalente leite. Já a Argentina reduziu em 11,2% a exportação desse produto para o Brasil, com total de 29,9 milhões de litros em equivalente leite. O preço médio pago pelo leite em pó foi de R$ 2,71/kg.

O volume importado de queijos, segundo produto com maior aquisição, diminuiu 9,2% em relação a março/19, mas registrou avanço de 14,6% se comparado ao mesmo período do ano passado, com total de 23,6 milhões de litros em equivalente leite – 73% desse volume foi proveniente da Argentina.

Balança comercial – Em valores, houve aumento de 9,8% no déficit da balança comercial, atingindo saldo negativo de US$ 31 milhões. Quanto ao volume, a alta nas importações e o recuo dos embarques aumentou o déficit para 79,5 milhões de litros em equivalente leite.