Comércio pós-covid na NZ: tempos difíceis pela frente para frutos do mar e laticínios

15-07-2020 10:28:43 Por: FoodNavigator-asia.com, traduzidas e resumidas pela Equipe MilkPoint

Comércio pós-covid na NZ: tempos difíceis pela frente para frutos do mar e laticínios
Espera-se que as exportações de alimentos da Nova Zelândia de produtos com desempenho tradicionalmente forte, como frutos do mar e laticínios, sejam atingidas nos próximos meses após o surto de pandemia de covid-19 devido a desafios de transporte e à demanda enfraquecida dos principais mercados.

Essa é uma previsão do relatório "Atualização econômica para as indústrias primárias de junho de 2020" do Ministério das Indústrias Primárias da Nova Zelândia, divulgado pela Unidade de Inteligência Econômica (EIU). “Como a situação muda quase diariamente e as perspectivas para nossos setores estão mais incertas do que nunca, essa relatório revela como a covid interrompeu as exportações da indústria primária da Nova Zelândia e como o setor primário poderia sair dessa situação”, afirmou a EIU.

Laticínios

A indústria de laticínios da Nova Zelândia não teve efeitos negativos imediatos devido à covid e o setor foi um dos poucos a permanecer estável em termos de exportações, mesmo no auge da pandemia. Infelizmente, não se espera que essa situação dure, uma vez que os ganhos de exportação foram sustentados pelos bons preços dos laticínios, que estão previstos para cair, agravados pelas condições globais.

“As exportações de laticínios cresceram NZ$ 519 milhões (US$ 334,4 milhões) ano a ano no período de 25 de março a 3 de junho, mas para a temporada 2020/21, um declínio nos preços das commodities de exportação de laticínios e fraqueza nos food services de laticínios e mercados de consumo em todo o mundo devem impactar isso. Os preços médios ponderados na plataforma Global Dairy Trade caíram 15% desde o final de janeiro e agora estão 13% mais baixos do que na mesma época do ano passado, enquanto na Nova Zelândia os preços futuros da safra 2020/21 caíram 14% de NZ$ 7,30 (US$ 4,70) por kg de sólidos do leite para NZ$ 6,30 (US$ 4,06) por quilo de sólidos do leite", apontou o relatório.

Outros fatores que devem impactar o setor de laticínios incluem as condições de seca no país, bem como o aumento de subsídios nos EUA e na UE. “Embora o objetivo desses subsídios seja proporcionar estabilidade econômica, apoiar as comunidades rurais e proteger o suprimento de alimentos, existe o risco de que, a longo prazo, possam agravar o impacto econômico negativo da covid e aumentar a volatilidade nos mercados, incentivando o aumento global produção”, afirmou a EIU.