Demanda e produção de leite fresco aumentarão na Ásia na próxima década

16-07-2020 11:51:51 Por: Dairy Industries International, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Demanda e produção de leite fresco aumentarão na Ásia na próxima década
Impulsionado pelo aumento da demanda por leite fresco integral na Ásia, espera-se que o mercado continue em alta na próxima década, de acordo com a pesquisa de mercado  Asia – Whole Fresh Milk – Market Analysis, Forecast, Size, Trends and Insights. De acordo com as projeções da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a produção asiática deverá aumentar 2% em 2020 devido a um crescimento esperado na Índia, Paquistão e China, enquanto a Turquia poderá sofrer um declínio.

Após quatro anos de crescimento, o mercado asiático de leite fresco integral diminuiu -2,1%, somando US$ 309,6 bilhões, em 2019. O valor de mercado aumentou a uma taxa média anual de + 4% na última década. O ritmo de crescimento foi mais pronunciado em 2010, com um aumento de 15% com relação ao ano anterior. Durante o período em análise, o mercado atingiu o nível máximo em US $ 316,1 bilhões em 2018 e depois caiu levemente no ano seguinte.

A Índia (198 milhões de toneladas) continua sendo o maior país consumidor de leite fresco na Ásia, representando 54% do volume total. Além disso, o consumo de leite fresco integral na Índia excedeu em quatro vezes os números registrados pelo segundo maior consumidor, o Paquistão (47 milhões de toneladas). A terceira posição nesse ranking foi ocupada pela China (35 milhões de toneladas), com 9,6% de participação.

De 2009 a 2019, a taxa média anual de crescimento em termos de volume na Índia totalizou + 5,4%. Os demais países registraram as seguintes taxas médias anuais de crescimento do consumo: Paquistão (+ 3,2% ao ano) e China (-1,2% ao ano). Em termos de valor, a Índia (US$ 146,8 bilhões) liderou o mercado sozinha. A segunda posição no ranking foi ocupada pelo Paquistão (US $ 37,3 bilhões), seguido pela China.

Os países com os níveis mais altos de consumo de leite fresco integral per capita em 2019 foram Uzbequistão (339 kg por pessoa), Turquia (281 kg por pessoa) e Paquistão (231 kg por pessoa).

A Índia, maior produtor mundial de leite, deve aumentar a produção em 2,6%, ou cinco milhões de toneladas. O aumento esperado para este ano reflete os esforços da vasta rede de cooperativas rurais que foram mobilizadas para manter a coleta de leite, apesar da pandemia. Dada a perda de vendas na indústria de serviços alimentícios, devido ao bloqueio pela Covid-19, grandes volumes de leite foram enviados para processamento em plantas de secagem, que foram relatados como operando com capacidade quase total.

Na China, onde o setor está se recuperando desde 2018, projeta-se que a produção de leite aumente em quase 3% em 2020, em meio à consolidação contínua das fazendas e ao aumento da eficiência das grandes empresas de laticínios. A introdução de padrões rigorosos de segurança alimentar pelo governo também aumentou a confiança do consumidor no leite chinês, o que ajudou a apoiar o crescimento da produção doméstica.