Indústria torce para que Betânia assuma fábrica da Danone em Maracanaú

28-07-2020 11:06:27 Por: Diário do Nordeste

Indústria torce para que Betânia assuma fábrica da Danone em Maracanaú
Duas fontes do setor industrial de laticínios disseram ontem a esta coluna que “o ideal para o Ceará e para o governo do Estado” seria que a cearense Betânia Lácteos adquirisse a fábrica de iogurte que a multinacional francesa Danone fechou ontem em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. “Os empregos seriam mantidos”, explicaram.

A Danone fechou-a porque, de 2012 até este ano de 2020, suas vendas despencaram espetacularmente, inviabilizando totalmente a operação da unidade. Líder do mercado de lácteos da região Nordeste, a Betânia e seus sócios e diretores nada disseram, até ontem à noite, sobre a possibilidade de compra da fábrica da Danone.
 
A Betânia produz iogurte em suas fábricas no Ceará, Pernambuco, Sergipe e Bahia. A unidade fechada pela Danone em Maracanaú é muito moderna e, além dos seus equipamentos, tem um quadro de técnicos que também interessa à Betânia e a outras indústrias de laticínios do Ceará.

A Cambi Laticínios, do empresário José Antunes Mota, que produz queijos e requeijão em sua fábrica em Ibaretama, está, desde ontem, comprando leite que era destinado à Danone. A Betânia também está recebendo leite de antigos fornecedores da multinacional francesa.

Resumindo: o fechamento da fábrica da Danone não causará prejuízo aos cearenses produtores de leite.