Adecoagro obteve US$ 100 milhões para investir no negócio de lácteos argentino

07-08-2020 13:21:43 Por: Valor Soja, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Adecoagro obteve US$ 100 milhões para investir no negócio de lácteos argentino
A International Finance Corporation (IFC), membro do Banco Mundial, concedeu um empréstimo de US$ 100 milhões para a divisão de laticínios da empresa agroindustrial argentina Adecoagro. "Esse investimento ajudará a promover a inovação e a sustentabilidade na indústria de laticínios, um componente importante do setor agrícola na Argentina", afirmou a IFC em comunicado.

O pacote de financiamento consiste em um empréstimo de US$ 57,25 milhões direto da IFC, que inclui um "empréstimo verde" de US$ 17,8 milhões para financiar o tratamento de águas residuais da L3N SA, a indústria de laticínios controlado pela Adecoagro. "Representa o primeiro empréstimo verde da IFC no setor real (bens físicos) na Argentina e o primeiro empréstimo verde da IFC no setor de laticínios e proteínas animais em todo o mundo", observou o comunicado.

Os US$ 42,75  milhões restantes serão fornecidos pelo Programa de Carteira de Empréstimos Gerenciados (MCPP) da IFC, uma plataforma que oferece aos grandes investidores institucionais a oportunidade de participar, passivamente, na futura carteira de empréstimos da IFC. O prazo de ambas as parcelas é de oito anos, com dois períodos de carência. A taxa de juros dos empréstimos não foi divulgada. "O empréstimo da IFC apoiará o programa de investimentos da Adecoagro no setor de laticínios na Argentina, que possui uma vantagem comparativa, com alguns dos menores custos de produção do mundo, além de grande potencial de crescimento", afirma o prospecto de crédito.

A maior parte dos fundos será usada para melhorar as plantas industriais de Chivilcoy (dedicadas à produção de leite fluido longa vida comercializado sob as marcas "Las Tres Niñas" e "Angelita") e Morteros (que produzirá leite em pó e queijo barra destinado ao mercado externo). Também financiará a expansão da mega-fazenda com free stall localizada na cidade de Christophersen, no sul de Santa Fé.

A parcela verde do empréstimo será usada para configurar um biodigestor anaeróbico para produzir energia renovável - que será comercializada na rede elétrica nacional - a partir de resíduos gerados pelas quase 10.000 vacas leiteiras que compõem a unidade de produção (cujo plano é atingir total de 14.000 vacas alojadas).

Em outubro de 2017, a Adecoagro concluiu a construção de seu primeiro biodigestor na mega-fazenda com capacidade instalada de 1,40 MWh, que é vendida para a rede elétrica. A empresa também instalou recentemente uma usina de energia solar fotovoltaica com 0,5 MW de capacidade instalada.

A Adecoagro possui aproximadamente 8.000 funcionários diretos nas diferentes unidades de negócios do Brasil, Argentina e Uruguai, dos quais 285 correspondem à unidade de laticínios argentina (laticínios + plantas industriais).