Colheita de milho avança, mas demanda aquecida eleva Indicador para R$ 55/sc

21-08-2020 11:16:44 Por: Carolina Camargo Nogueira Sales, em Boletim do Leite Cepea

 Colheita de milho avança, mas demanda aquecida eleva Indicador para R$ 55/sc
Mesmo com o avanço da colheita da segunda safra, produtores brasileiros seguiram retraídos das vendas de milho na primeira quinzena de agosto, comercializando apenas lotes pontuais. Parte destes agentes armazena a mercadoria restante para negociar no futuro, na expectativa de preços ainda maiores. 

As demandas internas e externas firmes, por sua vez, estiveram aquecidas nas primeiras semanas de agosto. Consumidores consultados pelo Cepea indicam que, além da dificuldade em fazer novos
negócios, as entregas de lotes já adquiridos antecipadamente estavam atrasadas.

Diante disso, os preços do milho seguiram em alta no mercado doméstico, inclusive em regiões ofertantes. Em Campinas (SP), base do Indicador do milho ESALQ/BM&FBovespa, a saca de 60 kg do cereal subiu 9,3%
entre 31 de julho a 14 de agosto, fechando a R$ 55,51 no dia 14. A média da parcial de agosto, de R$ 53,4/sc, supera em 7,5% a de julho e ainda é a segunda maior deste ano.

Nos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR), as altas nos valores foram de 9,7% e 9,9%, respectivamente. Na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, as elevações foram de 6,8% no mercado de balcão (ao produtor) e de 9,3% no de lotes (negociação entre empresas).