Preços de derivados lácteos seguem firmes em agosto

18-09-2020 10:48:54 Por: Débora Zanatta e Beatriz Pina, em Boletim do Leite Cepea

Preços de derivados lácteos seguem firmes em agosto
A oferta de matéria-prima seguiu limitada no mercado doméstico, o que, somado aos elevados preços pagos aos produtores, resultou em recorde real na série histórica do Cepea para as cotações do queijo muçarela e do leite em pó (sachê 400g), que fecharam o mês com médias de R$ 28,23/kg e de R$ 23,22/ kg, respectivamente (valores deflacionados pelo IPCA de agosto/20).

Os estoques limitados alavancaram as cotações desses derivados no atacado de São Paulo, que subiram expressivos 35% para o queijo muçarela e 15% para o leite em pó (sachê 400g) frente à média de julho/20. Comparado ao mesmo período de 2019, o aumento no preço da muçarela foi de 56% e o do pó, de 37,4%. Os preços do leite UHT também seguiram firmes em agosto, fechando com média de R$ 3,51/litro, alta de 10% em relação ao valor de julho/20 e de 35% frente ao mesmo período de 2019. As pesquisas de derivados lácteos realizadas pelo Cepea recebem o apoio financeiro da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras).

SETEMBRO – Segundo colaboradores do Cepea, os estoques de leite UHT, queijo muçarela e leite em pó (400g) estiveram reduzidos na primeira quinzena de setembro. Do lado da demanda, a procura por leite longa vida registrou ligeiro recuo. Ainda assim, o preço médio do leite UHT na parcial de setembro (até o dia 15) está 2,7% maior que o de agosto, a R$ 3,60/litro.

As médias parciais do queijo muçarela e do leite em pó atingiram novos recordes reais na série do Cepea, chegando a R$ 29,57/ kg e a R$ 23,80/kg, respectivamente, o que significou um aumento de 4,7% e de 2,5% na mesma ordem. Ainda que as médias mensais tenham se valorizado, é importante destacar que o movimento altista perdeu força ao longo da primeira quinzena, com quedas recorrentes nos preços diários. De acordo com agentes da cadeia, é possível que, ao longo do mês, os preços recuem com mais força, tendo em vista as perspectivas sobre oferta de leite em setembro.