Fundação Bill & Melinda Gates investe na produção de leite na África

01-10-2020 10:00:37 Por: Acceligen, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Fundação Bill & Melinda Gates investe na produção de leite na África
A Acceligen, uma empresa Recombinetics Inc., anunciou que recebeu uma doação da Fundação Bill & Melinda Gates para otimizar a genética bovina na África, com características desejáveis para pequenos produtores de leite. O programa de reprodução irá contribuir para uma produção de leite mais sustentável, usando características que irão aumentar a renda do produtor e melhorar a saúde animal para os sistemas leiteiros da África Subsaariana (ASS).

A Acceligen recebeu US$ 3,68 milhões da Fundação Bill & Melinda Gates para implantar um conjunto de características de seu pipeline de descobertas para produção e longevidade em animais leiteiros comercialmente importantes e com alto mérito genético. Isso será realizado por meio da edição de genes de múltiplas características em uma série de animais doadores nos EUA e no Brasil. As características primárias incluem adaptação ao calor tropical e produção de leite, enquanto as características para adaptações a doenças locais e preferências de manejo também serão adicionadas usando insumos derivados de pequenos proprietários. Esforços complementares também estão em andamento para apoiar a revisão regulatória e outras atividades de comercialização para esses animais nos países-alvo da ASS.

“Uma parte crítica deste esforço é introduzir características de adaptação múltiplas nos animais fundadores, de modo que sua progênie híbrida seja totalmente funcional em ambientes tropicais”, afirmou Tad Sonstegard, CEO da Acceligen e líder do projeto. Animais leiteiros nativos, embora normalmente bem adaptados às condições ambientais locais, têm tido pouca ou nenhuma seleção para a produção de leite.

Sonstegard também afirmou: “Quando combinamos a edição de genes com animais de alto mérito usando tecnologias reprodutivas avançadas, podemos alcançar um melhoramento genético significativo para vacas de alto rendimento bem adaptadas. Nosso objetivo é colocar esses animais nas mãos de pequenos produtores.”

Os atuais animais leiteiros da SSA produzem uma proporção muito maior de gases de efeito estufa em relação às raças desenvolvidas na UE e nos EUA. “Ao editar os genes dos animais para serem mais sustentáveis e permitir que os pequenos produtores sustentem melhor suas famílias, este projeto exemplifica do que a Acceligen realmente trata,” disse Sabreena Larson, Diretora de Operações Comerciais. “A Acceligen é impulsionada a implementar o uso de edição de genes na pecuária para aumentar o bem-estar animal e a sustentabilidade, enquanto ajuda a melhorar o mundo reduzindo a fome e lutando contra as mudanças climáticas.”