Conaprole aumenta preço do leite gerando alívio aos produtores uruguaios

02-10-2020 10:06:24 Por: El Observador, traduzidas pela Equipe MilkPoint

Conaprole aumenta preço do leite gerando alívio aos produtores uruguaios
A cooperativa uruguaia Conaprole aumentou seus preços básicos e isso foi comunicado nas últimas horas aos sindicatos dos produtores de leite, gerando satisfação nos mesmos. Justino Zavala, membro da Associação Canelones Tamberos, informou na terça-feira que um bônus foi retirado e os preços básicos (gordura e proteína) aumentaram. Foi assim que o preço do leite aumentou 4%.

Em média, o preço do leite para este mês seria de 12,70 pesos por litro. Isso equivale a cerca de US$ 0,30 que os sindicatos de laticínios vinham reclamando da principal indústria de laticínios do país. Para o leite captado de agosto, os produtores de leite haviam recebido o equivalente a US$ 0,28 o litro em média, segundo dados do Instituto Nacional do Leite (Inale). “Estávamos pedindo ao conselho de administração da Conaprole que não baixasse o preço para menos de US$ 0,30 por litro, que é um preço considerado equilíbrio no momento”, relatou Zavala.


O produtor também considerou que esse aumento "é um sinal muito bom", pois o setor está em um momento de produção muito elevada. “Qualquer aumento no preço do leite significa, pelo menos, a possibilidade de os produtores de leite enfrentarem uma série de obrigações financeiras que restavam desde a seca. Temos arrastado problemas financeiros desde o verão-outono, porque muito dinheiro teve que ser gasto em rações para alimentar o gado e que tudo se alastrou até a primavera ”, disse Zavala.

Com a chegada do covid-19, o preço do leite em nível internacional "caiu muito", esclareceu o produtor e, conforme relatado, uma das principais preocupações dos laticínios era o que aconteceria quando a primavera chegasse ao Hemisfério Sul, onde estão os grandes países exportadores de leite.

“A verdade é que todos aqueles medos que tínhamos, por enquanto, não se cristalizam. Vendeu bem, a Conaprole conseguiu colocar a produção a preços razoavelmente bons e as propostas da Fonterra mostram estabilidade em torno do eixo de US$ 3.000 (para leite em pó integral) que, embora não seja um ótimo preço, é um bom preço", disse ele.


O mercado de lácteos está com boa demanda hoje. Zavala informou que a Conaprole colocou praticamente toda a produção da primavera com entregas futuras e que hoje a venda é fluida. Como ele comentou, “a ajuda do governo à população para a questão do Covid-19 gerou um aumento no consumo”.

Embora a Argentina tenha ganhado "muito terreno" dos produtores uruguaios no Brasil, foram exportadas quantidades de leite que "ajudaram a colocar o enorme excedente que temos na primavera", relatou. “Este é um bom sinal e uma boa notícia para os produtores de leite que foram duramente atingidos”, concluiu Zavala.