Crianças desaparecidas do Estado do Amazonas poderão ter fotos divulgadas em caixas de leite

13-10-2020 11:17:58 Por: Portal do Holanda

Crianças desaparecidas do Estado do Amazonas poderão ter fotos divulgadas em caixas de leite
Crianças e adolescentes desaparecidos no Amazonas poderão ter suas fotos divulgadas em caixas de leite, como propõe o Projeto de Lei nº 437/2020, de autoria da deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro (Progressistas).

A proposta estabelece que as empresas fornecedoras de leite em caixa deverão ter acesso ao cadastro de menores desaparecidos, fornecidos pela Secretaria de Estado de Segurança Pública, pelo Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas, Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos e Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID) do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM).

Segundo a parlamentar, uma prática parecida foi realizada anos atrás pela Rede Globo durante os intervalos das novelas, na qual várias crianças foram encontradas. Além disso, as empresas também divulgavam as fotos de desaparecidos nas embalagens de leite, uma medida que deu excelentes resultados, porém que não teve continuidade.


"A pessoa que desaparece é a primeira vítima. Mas essa tragédia também afeta muitas outras vidas. Os familiares de uma pessoa desaparecida geralmente não descansam até saber a sorte e o paradeiro do seu ente querido – se é que chegam a saber. O leite em caixa sendo um produto usado em quase todas as casas serviria como uma fonte de auxílio para o encontro de crianças e adolescentes desaparecidos. A exigência não gera qualquer constrangimento à empresa, nem prejudica suas estratégias de marketing", justificou no projeto.

Em caso de aprovação do projeto de lei, as empresas fornecedoras de leite em caixa no Amazonas deverão divulgar, no mínimo, quatro fotografias por caixa de pessoas desaparecidas com os seguintes detalhes: fotos nítidas com o nome da pessoa, apelido, idade, local de desaparecimento e número para dar informações à Secretaria de Segurança Pública e ao Ministério Público do Estado.