Forte elevação de preços dos grãos piora a relação de troca ao produtor de leite

11-11-2020 11:14:57 Por: CILeite Embrapa

Forte elevação de preços dos grãos piora a relação de troca ao produtor de leite
O preço do leite ao produtor registrou nova alta em outubro, mas de magnitude bem inferior aos meses anteriores, levando a cotação a R$2,16 por litro na média Brasil. Nos estados, o movimento de preços foi de certa estabilidade em MG e GO, elevação de 3% em SC e de 4% no PR, RS e SP. Na comparação com outubro de 2019, o valor nominal recebido pelo leite foi 58,3% maior.

Com o aumento expressivo nos preços de milho e soja, a relação de troca piorou para o pecuarista, sendo necessários 46 litros de leite para aquisição de 60 kg de mistura concentrada.

No varejo, os preços dos lácteos continuaram em elevação, com alta de 0,77% em outubro. O leite UHT foi o único a registrar deflação no mês, mas acumula a maior alta em 12 meses.

As importações brasileiras de leite registraram pequena queda em outubro, mas mantiveram-se em nível elevado. Após dois meses em queda, as exportações aumentaram 42,5% no último mês, registrando o segundo maior volume do ano. Na comparação com outubro de 2019, os volumes importados e exportados apresentaram aumentos expressivos, sendo de 152% e 154%, respectivamente.

O saldo da balança de janeiro a outubro de 2020 registra déficit de US$ 345 milhões. Os preços internacionais do leite em pó após valorização em outubro, registraram queda neste início de novembro com o integral a US$2.985 e o desnatado a US$2.722/ton.