Um ótimo ano para manteiga nos EUA Um ótimo ano para manteiga nos EUA

20-11-2020 11:57:12 - Por: Dairy Herd Management, traduzidas pela Equipe MilkPoint

A produção de manteiga aumentou 6% nos primeiros nove meses do ano e deve chegar a quase 1 bilhão de quilos pela primeira vez desde 1943.

Um ótimo ano para manteiga nos EUA
“Um pouco de manteiga melhora a massa.” Esta tem sido a justificativa para os americanos que ficaram mais em casa do que o normal este ano devido à pandemia global de Covid-19.

Nos últimos meses, houve um grande aumento no consumo de manteiga e panificação, o que fez com que o consumo deste derivado aumentasse. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a produção de manteiga aumentou 6% nos primeiros nove meses do ano e deve chegar a quase 1 bilhão de quilos pela primeira vez desde 1943.

Embora a manteiga tenha diminuído lentamente nas últimas quatro décadas, ela ganhou mais impulso no início dos anos 2000 e finalmente recuperou seu lugar acima do consumo de margarina em 2005, um feito não realizado desde 1957. Agora, com mais consumidores cozinhando e assando seus próprios produtos em casa em 2020, a manteiga está crescendo mais uma vez.


Uma cooperativa de laticínios que está aproveitando este boom é a Land O’Lakes. De acordo com um comunicado da empresa, seu lucro líquido aumentou durante o terceiro trimestre de 2020, em grande parte devido a um aumento nas vendas de manteiga no varejo. Além disso, a CEO Beth Ford diz que espera que as vendas aumentem mais de 20% em 2020, graças à crescente demanda no varejo que ajudou a compensar a perda de negócios em restaurantes.

Estas vendas no varejo mais do que compensaram o declínio nas vendas de restaurantes da Land O’Lakes, que geralmente representam de 15% a 20% dos negócios da empresa, de acordo com a Bloomberg.

Ford disse durante uma entrevista à Bloomberg que o boom na demanda no varejo impediu a Land O’Lakes de armazenar manteiga neste verão, que foi produzida durante o pico da produção de leite para a temporada de panificação natalina. No entanto, as vendas de manteiga dispararam durante esses meses mais quentes, que normalmente é a estação de mais lenta para cozimento.

Cerca de 168,7 milhões de quilos do produto que estavam em armazenamento refrigerado no final de agosto e os níveis de estoque dependerão da demanda pelo ingrediente durante a "temporada de férias atípica", de acordo com o Rabobank.

Ford disse durante uma entrevista à Bloomberg que o boom na demanda no varejo impediu a Land O’Lakes de armazenar manteiga neste verão, que foi produzida durante o pico da produção de leite para a temporada de panificação natalina. No entanto, as vendas de manteiga dispararam durante esses meses mais quentes, que normalmente é a estação de mais lenta para cozimento.


Outro fator que impulsiona as vendas de manteiga é o rótulo limpo. Com uma lista mínima de ingredientes em comparação com a margarina e outros substitutos da manteiga, ela está subindo no ranking aos olhos dos consumidores.

“A manteiga se beneficiou das tendências de rótulos limpos, bem como de dietas da moda, como a ceto, que exige alto consumo de gordura. A manteiga também ganhou espaço à medida que os clientes evitam alternativas processadas como margarina, de acordo com um artigo na FoodDive.

Enquanto o destino da manteiga ainda permanece incerto nesta temporada de férias, já que parece provável que haverá encontros menores do que o normal, não há dúvida de que 2020 ainda será um ano excepcional para os laticínios.