Laticínio Verde Campo comemora resultados

22-12-2020 09:33:20 Por: Diário do Comércio

Laticínio Verde Campo comemora resultados
Algumas empresas se ajustaram, conseguiram driblar as barreiras impostas pela pandemia de Covid-19 e têm alcançado bons resultados neste ano. E o caso do laticínio Verde Campo, localizado em Lavras, no Sul de Minas, que divulgou ontem um crescimento em torno de 25% nas vendas da linha de queijos no período entre março e outubro, ante mesmo período de 2019.

Para o gerente nacional de vendas da Verde Campo, Carlos Bernardi, a mudança de comportamento do consumidor, em função da pandemia, interferiu positivamente nos resultados. “Ampliamos nossas vendas nessa linha, se comparado à média de crescimento que vínhamos registrando no início do ano. Observamos um aumento no consumo dos produtos que consideramos de urgência”, observou o gerente em nota enviada à imprensa.


A empresa espera para os próximos meses um crescimento na linha de saudáveis, o carro-chefe da Verde Campo com a volta das atividades nas academias. “Nossa expectativa é manter nossa posição como líder no segmento de iogurte com proteínas e crescer nossos volumes na categoria de forma rentável. O mesmo ocorre com a linha zero Lactose – LacFree – na qual estamos trabalhando para sermos ainda mais competitivos e inovadores, nessa categoria”, diz Carlos.

Prêmio – No início deste mês, o laticínio faturou o Prêmio Ideas For Milk de Inovação 2020, criado pela Embrapa Gado de Leite. A empresa foi escolhida na categoria Inovação em Processos, pela iniciativa “Pagamento por Sólidos”.

O laticínio implantou o programa “Mais Leite Mais Sólidos em 2014”. O programa a possibilitou ser a primeira indústria brasileira a pagar o produto por quilo de sólidos totais – proteína, gordura e lactose. Um dos resultados positivos da iniciativa foi a melhoria da genética e da nutrição dos animais da região. O programa fará parte da política da Verde Campo em 2021.


“O pioneirismo e a inovação estão no DNA da Verde Campo e ter esse reconhecimento do mercado é sempre muito gratificante, principalmente em um projeto como este que ajuda a fortalecer o nosso setor. O pagamento por quilo de sólidos totais é um modelo o de pagamento que impulsiona a produção de leite de alta qualidade e melhora a renda média do produtor, bastante importante para a nossa cadeia de lácteos”, afirma Arlindo Curzi, presidente da Verde Campo. A empresa conta hoje com mais de 500 colaboradores.