Preços dos lácteos continuam em queda no mercado atacadista

03-03-2021 09:59:16 Por: CILeite Embrapa

Preços dos lácteos continuam em queda no mercado atacadista
Os preços dos lácteos no mercado atacadista continuam em queda, sobretudo daqueles produtos tidos como commodities como o queijo muçarela, o leite UHT e o leite em pó. A margem industrial nestes segmentos recuou de maneira acentuada de dezembro para fevereiro. A melhor oferta de leite neste período, somada a uma pressão de vendas na indústria para reduzir estoques, têm provocado recuos nos preços. As importações de queijo muçarela e de leite em pó também pressionam os preços para baixo. Pelo lado da demanda, o fim do Auxílio Emergencial retirou uma parte do consumo que estava voltado para estes produtos. Além disso, as negociações seguem difíceis com os varejistas, que buscam uma recuperação de margem de comercialização.

Conseleites projetam nova queda no preço do leite ao produtor para fevereiro - O preço do leite ao produtor registrou quedas nos dois primeiros meses de 2021, passando de R$2,13 em dezembro para R$1,99/litro em fevereiro, segundo o Cepea. Para o pagamento de março, as projeções do mercado não são diferentes, com os Conseleites estaduais indicando nova redução variando de 5,8% no Paraná a 3,2% em Minas Gerais.


Mercado de milho segue em alta. Farelo de soja dobra de preço em um ano - Os preços do milho e do farelo de soja continuam valorizados no mercado brasileiro, refletindo uma alta internacional, desvalorização do real frente ao dólar e baixos estoques, tanto domésticos quanto mundiais. No caso do milho, há mais um fator de volatilidade referente a dependência da safrinha 2021, que está sendo semeada tardiamente em função do atraso no plantio da soja. O mercado do boi segue firme, com cotações em torno de R$303/arroba, devido a baixa oferta para abate e o bom desempenho das exportações. Já as vendas no mercado interno estão mais fracas. No cenário macro, o mercado projeta um crescimento do PIB em torno de 3,3% para 2021, um pouco abaixo do que se previa no início de fevereiro.

As informações são do CILeite.