Exportações de lácteos do Uruguai têm alta de 10% no primeiro bimestre

15-03-2021 11:34:08 Por:

Exportações de lácteos do Uruguai têm alta de 10% no primeiro bimestre
As exportações acumuladas de lácteos do Uruguai até fevereiro foram 10% superiores em relação ao primeiro bimestre de 2020 e somaram US $ 105,3 milhões (R$ 584,64 milhões).

De acordo com o relatório mensal divulgado pelo Instituto Nacional de la Leche (Inale), nos dois primeiros meses do ano, os produtos que registraram melhora no faturamento foram: manteiga (+ 196%, para US $ 6,8 milhões; R$ 37,75 milhões) e leite em pó integral (+ 16%, para US $ 70,7 milhões; R$ 392,53 milhões).

Por outro lado, houve redução em relação aos queijos (-19%, para US $ 15,2 milhões; R$ 84,39 milhões) e leite em pó desnatado (-16%, para US $ 5,4 milhões; R$ 29,98 milhões) em relação ao valor acumulado em fevereiro de 2020.


Enquanto isso, em volume, as colocações de manteiga (+ 260%, para 1.888 toneladas) e leite em pó integral (+ 19%, para 22.561 toneladas) melhoraram, por outro lado, as de leite em pó desnatado (-20%, para 1.899 toneladas) e queijos (-18%, para 3.946 toneladas) caíram com relação à quantidade exportada no acumulado até fevereiro de 2020.

Se compararmos o preço recebido em fevereiro de 2021 com o de dezembro de 2020, os da manteiga e do leite em pó desnatado melhoraram (+ 8% cada produto), enquanto o leite em pó integral (US $ 3.093; R$ 17,17 por tonelada) e os queijos caíram (-3%).

O preço médio recebido pelo leite em pó integral exportado pelo Uruguai em fevereiro caiu 2% em relação ao mês anterior. Por sua vez, o preço de exportação deste produto da Oceania melhorou + 5% atingindo o valor de US $ 3.494 (R$ 19,40) por tonelada e para a Europa aumentou + 3% com um valor médio de US $ 3.531 (R$ 19,60) por tonelada.

As informações são do Milkpoint.