Tetra Pak cresce em soluções de processamento

16-03-2021 11:11:08

Tetra Pak cresce em soluções de processamento
Apesar da pandemia do novo coronavírus e da desaceleração da atividade econômica no Brasil, a área de Processamento da Tetra Pak registrou crescimento em 2020. Na comparação com 2019, a área expandiu 6,5% em volume de vendas, com destaque para projetos relacionados a novas categorias e modelos de formulação que tinham a saudabilidade como aspecto principal. A área de Processamento da companhia é responsável pelo fornecimento de equipamentos utilizados na fabricação de uma série de alimentos e bebidas, como produtos lácteos, sucos e bebidas em geral, bebidas vegetais, queijos, sorvetes e alimentos preparados (sopas, molhos e sobremesas).

“Seguimos fortes em categorias tradicionalmente atendidas pela Tetra Pak, mas no paralelo temos direcionado esforços para segmentos com enorme potencial de crescimento, como queijos e sorvetes. A nossa abordagem está conectada à estratégia de diversificação de portfólio da companhia, que busca manter a nossa participação em categorias maduras e ao mesmo aumentar a nossa fatia em novos mercados”, revela Rodrigo Godoi, diretor de Processamento da Tetra Pak Brasil.


Hoje, cerca de 40% do volume de vendas registrado pela área de Processamento da companhia no Brasil advém de projetos em categorias novas - que excluem o leite de origem animal e sucos, produtos tradicionalmente processados em máquinas da Tetra Pak. Neste grupo estão projetos relacionados ao fornecimento de equipamentos para a fabricação de queijos, sorvetes, alimentos preparados e produtos em pó.

Dentre as iniciativas, destaca-se o fornecimento de soluções para a produção de queijos, segmento no qual a Tetra Pak vem despontando nos últimos anos. Hoje, a companhia é uma das principais fornecedoras de tecnologias de processamento para o produto, passando por todas as etapas de produção: tratamento do leite, filtração, drenagem, processo de coalhada e molde.


Sorvetes também é uma área que tem registrado forte ritmo de expansão no portfólio da empresa. Atualmente, quase a metade de todos os sorvetes fabricados no Brasil é processada em máquinas da Tetra Pak. A empresa fornece soluções para grandes multinacionais e também para competidores menores com atuação restrita a determinadas regiões.

“Durante a pandemia o consumidor tem sido mais permissivo com indulgências. Mas este não é o único motivo que explica o crescimento da nossa área de Processamento. As pessoas estão se alimentando mais em casa e, ao mesmo tempo, buscando na alimentação uma forma de se manter saudável, o que ajuda a impulsionar categorias já consideradas maduras”, explica Godoi.

No rol de categorias maduras estão desde produtos tradicionais, como leite de origem animal, creme de leite e leite condensado - que têm experimentado crescimento em função do maior número de refeições feitas em casa – até como bebidas lácteas enriquecidas com vitamínicos ou com alto teor de proteína – amplamente consumidas como forma de complementar a alimentação no dia a dia.


Segundo a última edição da pesquisa Tetra Pak Index, realizada anualmente pela companhia, o consumidor brasileiro tem investido na alimentação como forma de se manter seguro e saudável durante pandemia. Como saudável os entrevistados entendem o uso de ingredientes naturais (51%), alta prevalência de nutrientes (36%) e ausência de conservantes na formulação do produto (36%).

A Tetra Pak é uma das líderes globais no fornecimento de tecnologias de processamento e envase para a indústria alimentícia. Com abordagem de ponta a ponta, a companhia é capaz de fornecer soluções integradas que respondam a todas as etapas de processo de fabricação de alimentos e bebidas.

As informações são da Tetra Pak.