Produção de leite, ovos, frango e carne suína bate recorde no Ceará em 2020

19-03-2021 10:20:58

Produção de leite, ovos, frango e carne suína bate recorde no Ceará em 2020
O abate de frangos e suínos, a produção de ovos e a aquisição de leite por unidades processadoras bateram recorde no Ceará em 2020 com crescimentos de 11,6%, 7,75%, 4,4% e 1,66%, respectivamente. O resultado reflete os impactos econômicos decorrentes da pandemia, já que se tratam de proteínas de valor mais acessível em comparação às carnes. Apenas o abate de bovinos apresentou queda, também seguindo o movimento nacional, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em pesquisa divulgada nesta quinta-feira (18).

Leite e ovos - No ano passado, 211 milhões de dúzias de ovos de galinhas foram produzidos no Ceará, 4,4% a mais que em 2019. Segundo o IBGE, houve incremento significativo nos custos de produção do setor. A pesquisa verificou, ainda, que 94,5% dos ovos produzidos (200 milhões de dúzias) foram destinados ao consumo, enquanto 5,46% (11 milhões de dúzias) foram destinados à incubação.


O registro da maior produção também ocorreu no 4º trimestre de 2020, com o maior número da série histórica iniciada em 1987, informou o Instituto. No Nordeste, essa foi a segunda maior quantidade produzida no 4º tri de 2020, atrás de Pernambuco (55,9 milhões de dúzias).

Ainda de acordo com o IBGE, a produção de leite segue uma sequência de resultados positivos, observada desde 2017. A aquisição de 331,4 milhões de litros, trata-se de um recorde para o acumulado anual, levando em consideração a série histórica, iniciada em 1997. Também tiveram valores recordes no País em 2020 a produção de ovos, com 4 bilhões de dúzias (3% a mais que 2019), e a aquisição de leite pelas unidades processadoras, com 25,5 bilhões de litros (alta de 2,1%).

Frango e suíno - Ao todo, 27 milhões de cabeças de frango foram abatidas no Ceará em 2020. Um novo recorde da série histórica iniciada em 1997, segundo o IBGE. O maior resultado foi obtido no 4º trimestre do ano, com o abate de 7,22 milhões de cabeças de frango.


O abate de suínos no Ceará também foi recorde, com 157 mil cabeças abatidas em todo o ano passado, um aumento de 7,75% (mais 11,3 mil cabeças) em relação ao ano de 2019. Os abates de suínos e de frangos também atingiram valores recordes no País em 2020. Foram abatidos 49,3 milhões de suínos, 6,4% a mais do que em 2019, e 6 bilhões de frangos, um aumento de 3,3% em relação ao ano anterior.

Carne bovina - Em comparação com 2019, o abate de bovinos no Ceará caiu 15,40% no ano passado. No total, foram 128,7 mil cabeças abatidas sob algum serviço de inspeção sanitária federal, estadual ou municipal. A maior queda foi registrada no 4º trimestre de 2020, quando foram abatidas 31,2 mil cabeças bovinas — 20,8% a menos que no mesmo período de 2019. No País, o abate de bovinos caiu 8,5% em 2020, a 29,7 milhões de animais, depois de três anos de crescimento, informou o IBGE.

As informações são do Diário do Nordeste.