Apesar do recuo em fevereiro, importações de lácteos cresceram no 1º bimestre

19-03-2021 11:16:38 Por:

Apesar do recuo em fevereiro, importações de lácteos cresceram no 1º bimestre
As importações de produtos lácteos somaram 15,2 mil toneladas em fevereiro, queda de 15,2% frente a janeiro/21, mas aumento de 67% em relação a fevereiro/20. Esse cenário se deve à apreciação do dólar frente ao Real – a moeda norte-americana passou de R$ 5,36 em janeiro para R$ 5,42 em fevereiro – e à oferta limitada de leite no mercado internacional. Apesar do recuo em fevereiro, as importações de lácteos no 1º bimestre de 2021 somaram 33,2 mil toneladas, volume 65,2% acima do registrado no mesmo período de 2020.

Conforme dados da Secex, as aquisições de leite em pó, que representaram 61,4% do total importado em fevereiro, diminuíram 23,7% em relação às de janeiro/21. Os países que mais exportaram o produto para o Brasil foram Argentina e Uruguai, com 55% e 41,7% de participação, respectivamente. O valor médio pago pelo leite em pó importado no último mês foi de US$ 2,97/kg, 2% maior que o de janeiro/21.


As importações de queijos também caíram em fevereiro, somando 2,6 mil toneladas, volume 26% menor que o do mês anterior, mas 19,2% superior ao de fevereiro/20. As compras de queijos corresponderam por 17,1% do total de produtos lácteos importado em fevereiro, com 67,8% vindos da Argentina.

Em contrapartida, as exportações nos primeiros dois meses de 2021 caíram 2,7% frente às do mesmo período do ano anterior, totalizando 4,7 mil toneladas. Este cenário está atrelado à oferta restrita de matéria-prima no mercado doméstico.


Em fevereiro, especificamente, as exportações somaram 2,08 mil toneladas, 21,2% abaixo das de janeiro/21, mas 8,8% superiores às de fevereiro/20. O produto com a maior participação nos embarques foi o creme de leite, representando 27,3% do total e somando 572 toneladas, 14,3% inferior ao volume do mês anterior. No entanto, as exportações de queijos aumentaram 33,2% entre janeiro e fevereiro e 72,2% no comparativo anual, somando 393 toneladas. Esse volume representou 18,9% do total embarcado no último mês.

As informações são da Munira Nasrrallah e Juliana Santos, em Boletim do Leite Cepea.