Com restrição de oferta de milho, Indicador supera os R$ 100/sc

19-05-2021 15:50:57 Por:

Com restrição de oferta de milho, Indicador supera os R$ 100/sc
Preocupados com o baixo volume de chuvas desde abril, produtores têm limitado a oferta, enquanto compradores com necessidade de repor estoques de curto prazo acabam cedendo aos maiores preços. Esse cenário fez com que os valores superassem os R$ 100,00/saca de 60 kg na primeira quinzena de maio em muitas regiões acompanhadas pelo Cepea.

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), subiu 1,6% no acumulado de maio (até o dia 14), fechando a R$ 101,34/saca de 60 kg no dia 14. Neste caso, as altas só não foram mais intensas pois, com o andamento da colheita em algumas áreas do sul paulista, agricultores estão mais flexíveis nos valores.


Considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea, as cotações recebidas pelo produtor (mercado de balcão) avançaram 1% entre 30 de abril e 14 de maio. No mercado de lotes (negociações entre empresas), as cotações registraram alta de 2,6%.

No mercado internacional, preocupações com o desenvolvimento da safra brasileira levaram os futuros a patamares recordes no início do mês. Porém, o relatório de oferta e demanda do USDA, que indicou estoques mundiais acima do esperado, pressionou os vencimentos na parcial de maio. Na Bolsa de Chicago (CME/CBOT), o contrato Maio/21 caiu 7,43% entre 30 de abril e 14 de maio, fechando a US$ 6,85/bushel (US$ 269,67/t) no dia 14. O vencimento Jul/21 se desvalorizou 4,38%, indo para US$ 6,4375/ bushel (US$ 253,43/t).

As informações são da Carolina Camargo Nogueira Sales em Boletim do Leite Cepea.