Demanda da China impulsiona aumento no preço do leite pago ao produtor da Nova Zelândia

27-05-2021 13:40:54 Por:

Demanda da China impulsiona aumento no preço do leite pago ao produtor da Nova Zelândia
A Fonterra da Nova Zelândia aumentou na quarta-feira o preço que paga aos produtores pelo leite para a próxima temporada, após a forte demanda por seus produtos lácteos na China e preços mais altos do leite.

O maior exportador de lácteos do mundo previu preços de leite na fazenda entre NZ$ 7,25 (R$ 28,14) e NZ$8,75 (R$33,96) por quilograma de sólidos de leite (kg/MS) para a temporada de 2021-22, com um ponto médio de NZ$ 8,00 (R$31,05) por kg/MS, acima do ponto médio da temporada atual de NZ$ 7,55 (R$29,30) kg/MS.


A empresa se beneficiou da forte demanda por seus produtos no setor de food service na China, o principal mercado da Fonterra. "A China está liderando o ataque, pois sua economia continua se recuperando fortemente", disse o CEO Miles Hurrell. No entanto, ele acrescentou que a empresa enfrentaria um aumento na pressão de margem no último trimestre devido ao aumento dos preços globais dos lácteos.

O lucro líquido normalizado de nove meses da empresa com sede em Auckland após impostos subiu 61% para NZ $ 587 milhões ($424,28 milhões), e a receita caiu cerca de 3% para NZ $ 15,5 bilhões (R$60,15 bilhões).

No início deste mês, a Fonterra colocou sua estrutura de capital em revisão para simplificar ainda mais as operações. Anteriormente, ela vendeu alguns de seus ativos no exterior para reduzir dívidas, o que sustentou os lucros da empresa durante o período de negociação de nove meses. 

As informações são do MilkPoint.