Castrolanda produz mais de 400 milhões de litros de leite por ano

02-06-2021 10:54:18 Por:

Castrolanda produz mais de 400 milhões de litros de leite por ano
A Castrolanda Cooperativa Agroindustrial produziu, ao longo de 2020, um total de 416,2 milhões de litros de leite. Esse valor é 11,5% superior ao registrado em 2019, quando a cooperativa sediada em Castro registrou a marca de 373,27 milhões de litros. Falar isoladamente do tamanho da produção, no entanto, não é mais suficiente para demonstrar o trabalho da Castrolanda: o foco da cooperativa nos últimos anos tem sido melhorar cada vez mais a qualidade do leite e reforçar a cadeia em todos os processos.

Nesta terça-feira (1), foi comemorado o Dia Mundial do Leite, data instituída em 2001 pela FAO – braço da Organização das Nações Unidas (ONU) voltado para a alimentação e agricultura. O objetivo é fomentar o consumo junto à população mundial e reconhecer a importância do alimento na sociedade – atualmente a data é comemorada em mais de 85 países. Ao prezar por todas as etapas do processo de produção, o principal papel da Castrolanda é atuar como um facilitador da cadeia produtiva, de acordo com o gerente de Negócios Leite da cooperativa, Eduardo Ribas. “Estamos ao lado das empresas, dos produtores, dos técnicos, cooperados e até mesmo das universidades e centros de pesquisa, com o objetivo de melhorar a atividade leiteira, o ganho do produtor e, consequentemente, o benefício ao consumidor final”, explica.


Um exemplo de compromisso com a cadeia é o Programa Mais Leite Saudável, do Ministério da Agricultura. Baseado na arrecadação de PIS/Cofins, parte dos recursos são empregados nas propriedades para melhorar a qualidade do leite e questões relacionadas à parte sanitária da cadeia. Neste processo, a Castrolanda, em uma das etapas do programa, oferta aos produtores um pasteurizador de leite e colostro, com o objetivo de melhorar a criação de bezerras, pensando no desenvolvimento e bem-estar animal. “É feita a ordenha e colocada no pasteurizador, que eleva o leite à temperatura de 60 °C por uma hora. O resultado é uma queda considerável de bactérias no leite, que retorna com melhor qualidade para a amamentação das bezerras, diminuindo problemas como diarreia, pneumonia e, consequentemente, reduzindo o uso de antibióticos nos animais”, explica a Analista Técnica da Castrolanda, Cibelli Daher.

Cuidado animal eleva produção - O trabalho com o cuidado animal também ganha importância na cooperativa. Dentro do programa de boas práticas agropecuárias da Castrolanda existem dois subprojetos relacionados ao cultivo microbiológico do leite. O primeiro são as salas de análise central, localizadas na unidade matriz, onde o cooperado envia amostras do leite ordenhado para análises mensais em laboratório. O objetivo é encontrar um diagnóstico preciso de uma inflamação nas glândulas mamárias da vaca – chamadas de mastite. A análise laboratorial também traz avanços para as propriedades dos cooperados.

As informações são do a Rede.