Firme demanda externa pelo farelo de soja eleva preços no Brasil

20-08-2021 10:32:37 Por: Débora Kelen Pereira da Silva, em Boletim do Leite Cepea

Firme demanda externa pelo farelo de soja eleva preços no Brasil
A demanda externa pelo farelo de soja brasileiro seguiu aquecida em agosto – em julho, ressalta-se, as exportações nacionais atingiram o maior volume desde 2004. O fato é que os baixos níveis do rio Paraná, que atravessa o Brasil, o Paraguai e a Argentina, têm gerado preocupações quanto às exportações fluviais na Argentina, especialmente por meio dos portos de Rosário e de San Lourenzo – e não há expectativa de reversão da situação no curto e médio prazos. Por conta disso, importadores de farelo de soja têm se voltado para o mercado brasileiro.

Esse cenário resultou em aumento nos prêmios de exportação, em diminuição da oferta de grandes lotes por parte das indústrias no spot nacional e em avanço nos preços internos do farelo.


Na primeira quinzena de agosto, os prêmios de exportação de farelo de soja atingiram os maiores patamares nominais desde 2014, quando considerado o contrato setembro no mês de agosto de anos anteriores. Esse cenário elevou o “crush margin” no Brasil.

Com isso, na média das regiões pesquisadas pelo Cepea, o farelo de soja se valorizou 0,8% entre a média de julho e a primeira quinzena de agosto. Entre a média de agosto/20 e a da parcial de agosto/21 (até o dia 13), verifica-se aumento de expressivos 23,4%, em termos nominais.