Produtores de leite de cabra de São Domingos do Prata (MG) iniciam processo de comercialização

27-08-2021 12:18:39 Por: Faemg

Produtores de leite de cabra de São Domingos do Prata (MG) iniciam processo de comercialização
O grupo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Caprinocultura de Leite promovido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES em São Domingos do Prata, é o primeiro de Minas Gerais e começou as atividades em 2020. Neste ano, três caprinocultores dessa turma iniciaram o processo de comercialização. A venda é feita para o Laticínio Regina, de Governador Valadares, e os produtores recebem o valor líquido de R$ 3 por litro de leite de cabra.

O laticínio recolhe o produto às terças e sextas-feiras e, para viabilizar as entregas, o grupo providenciou um tanque resfriador com capacidade de 200 litros, que foi instalado na propriedade da produtora Izaulina Pereira Ribeiro. Para garantir a qualidade do leite comercializado, o técnico de campo do ATeG Evandro Ferreira elaborou um regimento interno de conduta e boas práticas sanitárias, que devem ser seguidas por todos os produtores interessados na comercialização conjunta.


“A comercialização do nosso produto tem sabor de vitória e nos impulsiona a buscar melhorias para aumentarmos a produção. O ATeG é fundamental e nos norteia para alcançarmos nossos objetivos nessa atividade”, destacou a produtora Caroline Saldanha.

“Antes, a gente trabalhava sem ter noção do que era certo e errado e, com o ATeG estamos sendo bem orientados. Aprendemos muitas técnicas e seguimos superando os desafios. Comecei sem experiência e já estamos conseguindo comercializar o leite”, contou o produtor Geraldo Barbosa.

Izaulina passará a vender leite para o Capril Arco Íris no próximo mês. “O técnico nos passa orientações excelentes, que colocamos em prática, e já estamos colhendo o fruto do nosso trabalho. É um sonho ter esse tanque aqui! Temos tudo para dar certo”.

Crescimento - Segundo o técnico de campo, o grupo está engajado e há expectativa de crescimento na produção. “O objetivo é alcançar cerca de 1500 litros vendidos por mês. Os produtores estão animados e satisfeitos e cumprindo as recomendações para seguir crescendo. Estou orgulhoso do desempenho do grupo”.


O melhoramento genético dos animais tem sido uma estratégia utilizada pelo grupo para garantir o aumento da produção. “Todos tiveram oportunidade de emprenhar suas cabras com um reprodutor puro de origem disponibilizado pelo Capril Milkabras. Nasceram mais de 28 fêmeas, que estarão lactantes em um ano e meio”, explicou.

O mobilizador João Batista Lima destaca que o ATeG está fomentando o potencial da região para a caprinocultura. “Com a nossa produção, somada à de outros produtores, chegaremos a cerca de 10.500 litros de leite de cabra vendidos por mês. O ATeG e os cursos do SENAR MINAS são a alma desse projeto de expansão”.

As informações são Faemg.