Produtor de São Roque de Minas é premiado em concurso de queijos

05-11-2021 11:09:33 Por: Denise Bueno, FAEMG

Produtor de São Roque de Minas é premiado em concurso de queijos
O produtor Vivaldo da Silva Pereira, integrante do programa ATeG Agroindústria do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, ficou em terceiro lugar no 13º Concurso Estadual de Queijo Artesanal, realizado pela EMATER e SEAPA (Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento).

O concurso tem como objetivo homenagear os produtores de Queijo Minas Artesanal (QMA), trazendo oportunidade de divulgação do seu produto, possibilitando maior competitividade, visibilidade e agregação de valor no mercado formal.

O concurso abriu oportunidades de participação aos produtores legalizados pelo IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) e pertencentes a uma das oito regiões caracterizadas como produtoras de Queijo Minas Artesanal.

“O resultado do concurso nos indica que estamos no caminho certo”, disse o produtor. Esse é o primeiro concurso da Emater que participa e o primeiro estadual. No próximo mês ele participará do concurso internacional realizado em Araxá, a ExpoQueijo Brasil - International Cheese, e um na Espanha.

Negócio bem conduzido - Vivaldo é a quarta geração da família que trabalha com queijo e começou a sua queijaria em 2007. Entre 2011 e 2014 não produziu e em 2015 voltou à atividade, após associar-se à APROCAN (Associação dos Produtores do Queijo Canastra) com a venda do queijo maturado.

A sua produção atual está em 35 peças/dia e a comercialização já atinge o Centro-Oeste, estados do Nordeste e Sudeste. Sobre o ATeG, ele enfatiza que o programa traz muita informação e especializa a sua equipe nas boas práticas de fabricação. “Buscamos sempre fazer um trabalho bem feito”.

“Quando chegamos à queijaria Jacob, o Vivaldo já havia conquistado um bom mercado e trabalhava bem os seus custos de produção. O foco do nosso trabalho recaiu sobre as boas práticas de fabricação e a segurança alimentar. Esse comprometimento do produtor em busca da qualidade o levou ao concurso da Emater e aos bons resultados conquistados”, avalia Júlio César Moreira, técnico do ATeG Agroindústria.

As informações são do FAEMG.