Demanda supera oferta, e preços de farelo de soja sobem

21-12-2021 15:07:49 Por: Débora Kelen Pereira da Silva, Boletim do Leite Cepea

Demanda supera oferta, e preços de farelo de soja sobem
Os consumidores de farelo de soja, especialmente para a produção de ração animal, voltaram a demandar novos volumes para repor estoques antes das férias coletivas. Entretanto, as indústrias se retraíram nas vendas, indicando estarem com dificuldade nas aquisições da soja em grão e tendo a necessidade de repassar o aumento do custo, cenário que dificulta o abastecimento.

Além disso, vendedores sinalizam otimismo para as vendas no primeiro trimestre de 2022, período em que o volume processado é normalmente menor. No spot nacional, o preço médio do farelo de soja dentre as regiões pesquisadas pelo Cepea registrou alta de 0,9% entre novembro e a parcial de dezembro (até o dia 15). Em 2021 (até 15 de dezembro), os valores estiveram 30,2% maiores que os de 2020, em termos nominais.

Vale ressaltar que a demanda doméstica esteve aquecida no decorrer deste ano, e a reação dos preços só não foi mais intensa devido à também firme procura por óleo de soja, o que incentiva o aumento no processamento e gera maior excedente de farelo. Além disso, neste ano, a demanda internacional por farelo de soja foi a menor desde 2017, somando 15,5 milhões de toneladas escoadas, segundo a Secex.

Para 2022, a firme demanda por óleo segue desafiando as indústrias nas comercializações de farelo. O lado bom é que o consumo doméstico de farelo de soja deve ser recorde, projetado em 20 milhões de t pelo USDA.

As informações são da Débora Kelen Pereira da Silva, Boletim do Leite Cepea.